Bahia

SOLIDARIEDADE

Com estoques em níveis críticos, Hemoba realiza campanhas de doação de sangue

Agendamentos e "Hemoba em Casa" são alternativas para doações acontecerem mesmo com isolamento social

Brasil de Fato | Salvador (BA) |
Agendamento e "Hemoba em Casa" são alternativas para doações acontecerem mesmo com isolamento social. - Hemoba

A Fundação de Hematologia e Hemoterapia da Bahia (Hemoba) vem realizando campanhas para suprir seus estoques de sangue. O hemocentro informa que no período da pandemia da Covid-19 houve queda no número de doadores em todas as unidades de coleta no estado. O estoque está em nível crítico para quase todos os tipos sanguíneos.

Para facilitar a participação dos doadores, os serviços de coleta estão sendo agendados pelo site do Hemoba ou pelo e-mail [email protected] Em Salvador o agendamento também pode ser feito pelo telefone (71) 3116-5643. Consulte a lista para os telefones das unidades no interior do estado. Quem chegar para doar sem ter marcado hora também será atendido, por ordem de chegada, mas a instituição orienta o doador a realizar o agendamento prévio.

Hemoba em Casa
Como estratégia no período de isolamento social a Hemoba também está realizando o projeto “Hemoba em Casa”, para coletas de sangue em condomínios residenciais. Os condomínios interessados em participar devem ter salão de festas amplo e cerca de 500 moradores cadastrados para a doação. Para receber uma visita técnica, é preciso se inscrever pelo e-mail [email protected] ou pelo telefone (71) 3116-5603.
 
Recomendações
-O doador deve comparecer ao Hemoba usando máscara e portando documento de identidade com foto.O voluntário deve estar em boas condições de saúde, sem sintomas respiratórios, pesar acima de 50 kg e estar bem alimentado, tendo ingerido, preferencialmente, alimentos sem gordura. É preciso não fumar por pelo menos duas horas antes da doação e não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 12 horas.
-Quem estiver gripado, resfriado ou com suspeita da Covid-19 não pode doar sangue temporariamente. Se tiver havido contato com alguém que esteja com sintomas da doença, é preciso esperar 14 dias após o último dia de contato. E, no caso de já ter contraído o vírus, o voluntário só poderá doar 30 dias após sua recuperação completa.
-O doador deve ter entre 16 e 69 anos (sendo que menores de 18 precisam ser acompanhados por um responsável). Mas aos maiores de 60 anos, que são grupo de risco para o coronavírus, é recomendado ficar em casa.


Campanha do Hemoba também orienta os doadores diante da pandemia do novo coronavírus. / Dilvulgação

 

Edição: Jamile Araújo